Lançada em fevereiro de 2016, a Fiat Toro mostrou-se uma das cartadas mais certeiras da indústria automotiva brasileira desde o lançamento do Ford EcoSport em 2003, modelo que inaugurou o segmento dos SUVs compactos. Assim como o utilitário esportivo da Ford, a Toro virou um fenômeno de vendas e mostrou que havia um nicho inexplorado no mercado que a Fiat soube captar muito bem graças à sua competência nas pesquisas e clínicas com os clientes. 

Com uma gama de versões que cobre o intervalo de R$ 80.000 a pouco mais de R$ 125.000, a Toro tem em sua opção mais cara uma dupla função. Além de permitir a um público cada vez maior a possibilidade de experimentar a compra de um veículo a diesel, a Toro Volcano como a testada aqui é capaz de exercer um forte apelo em especial junto aos consumidores de picapes médias, uma vez que, nesse segmento, levar um modelo com cabine dupla e motorização diesel necessita pelo menos um saldo de R$ 151.700, o valor de uma Ford Ranger XLS 2.2 diesel automática. Mesmo assim, com preço sugerido de R$ 124.500, a Toro Volcano ainda é R$ 27.200 mais barata do que a Ranger e isso levando em consideração que estamos falando de uma versão intermediária no caso da picape da Ford.

Além do motor 2.0 turbodiesel e do câmbio automático de 9 marchas, a Toro Volcano traz um robusto sistema de tração 4x4 com reduzida e pode levar uma tonelada de carga na caçamba, atributos que enchem os olhos dos consumidores de picapes. A lista de itens de série, contudo, não é das mais generosas porém não deixa de contemplar equipamentos importantes como os controles de estabilidade e tração, além de sensor de estacionamento traseiro, rodas de liga leve aro 17”, ar-condicionado automático digital com 2 zonas, dentre outros.

A Toro Volcano também sai de fábrica com um completa central multimídia, que agrega navegador e comandos por voz, mas a tela é pequena demais em especial para um carro nessa faixa de preço. Para deixar a Toro Volcano mais interessante é recomendável equipá-la com os bancos de couro (R$ 2.263) e o Kit Techo 3 (R$ 3.279) apenas pelo fato de que este traz a capota marítima original de fábrica, algo fundamental em uma picape e que deveria ser um item de série ao menos na versão topo de linha da Toro. Ainda compõem o pacote os sensores de chuva e crepuscular, chave presencial com partida por botão, borboletas para trocas de marcha no volante e retrovisor interno eletrocrômico. Como você é obrigado a levar o sensor de pressão dos pneus em conjunto com o Kit Techno 3, o preço da picape aumenta para R$ 130.661.

 
 
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
Fiat Toro 2017
Fiat Toro 2017
 
 

Já que tocamos no assunto da caçamba, a excelente concepção do projeto que resultou na Toro é vista em soluções como a tampa do compartimento com abertura bipartida e para os lados, uma ideia tão simples quanto eficaz para facilitar o acesso ao compartimento. Graças a solução adotada pela Toro, você não precisa lidar com o peso excessivo das tampas de picapes médias, por exemplo, além de facilitar a acomodação de objetos mais volumosos, uma vez que você tem acesso direto ao piso da caçamba.

Outro ponto que descola a Toro Volcano das picapes médias tradicionais é o rodar bem mais confortável e o comportamento dinâmico bem mais semelhante ao de um carro de passeio. Quem pensa em adquirir a picape para o uso urbano, considerando o uso diário em deslocamentos como os de casa para o trabalho, optar pela Toro é algo bem mais interessante do que subir de segmento. Conhecidas pelo conjunto mais parrudo, as picapes médias sofrem com suas suspensões traseiras combinando eixo rígido com feixe de molas, resultando em uma condução nada agradável, cheia de pulos e sacolejos, quando rodam com pouca carga. O conjunto de suspensão da Toro é bem mais refinado, com destaque para a configuração multibraço nas rodas traseiras, layout presente em modelos como o Honda Civic.

Apesar das médias oficiais de 9 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada, durante nosso teste conseguimos alcançar bem mais generosas na estrada, aproximando-se de 15 km/l em alguns casos. Mérito, em boa parte, das 9 marchas do câmbio automático. O motor 2.0 turbodiesel também é muito moderno e eficiente, em nada lembrando aqueles antigos motores da década de 1990 cheios de ruídos e vibrações. Quem tem um carro a gasolina ou flex, dificilmente notará que está em veículo a diesel a bordo da Toro, exceto, é claro, pelo som característico que motores desse tipo emitem.

Um produto bem singular, que mistura as conveniências de um carro de passeio com a valentia no uso fora de estrada e o espaço para carga dignos de uma picape média, a Toro mostra por seus números de venda que a receita deu certo. Responsável por uma boa parcela do mix de vendas do modelo, a opção Volcano é cara, mas entrega um conjunto muito interessante para quem quer entrar no mundo das picapes ou precisa de um carro que concilie com tranquilidade o uso para o trabalho e lazer ou práticas esportivas. Por tudo isso a Toro é um modelo bem interessante, porém, caso um SUV faça mais o seu estilo ou você não precisa de todo o espaço de uma caçamba, vale a pena considerar a compra de um Jeep Compass. O segundo modelo produzido pela Jeep no Brasil também oferece opções 4x4 a diesel e, em breve, traremos um teste completo com a novidade para você.

Ficha técnica

Fiat Toro 2017 Volcano 2.0 16V diesel automático 4x4 4p
Preço R$ NaN (07/2017)
Categoria picape compacta-média
Vendas em 2017 29.718 unidades
Motor 4 cilindros, 1956 cm³
Potência 170 cv a 3750 rpm (diesel)
Torque 35,7 kgfm a 1750 rpm
Dimensões Comprimento 4,915 m, largura 1,844 m, altura 1,743 m, entreeixos 2,99 m
Peso em ordem de marcha 1871 kg
Tanque de combustível 60 litros
Caçamba 820 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |