Quando procurada pelo AUTOO, a Citroën faz questão de bater na tecla de que ele será destinado exclusivamente aos europeus, mas sem dúvida nenhuma o modelo se sairia bem onde quer que fosse oferecido.

Estamos falando do inédito C3 Aircross, modelo que estreará neste mês durante o Salão de Frankfurt e busca posicionar de uma forma melhor a Citroën no segmento dos SUVs compactos.

A novidade conta com 4,15 m de comprimento, portanto é ainda um pouco menor do que os representantes da categoria aqui no Brasil, onde é necesário oferecer bom espaço interno e capacidade de carga no porta-malas. Um Honda HR-V, por exemplo, tem comprimento na casa de 4,30 m.

Mas o ponto forte do novo C3 Aircross é investir em uma constelação de assistentes de condução, 12 ao todo segundo a Citroën, contemplando assistente de estacionamento, head-up display, dentre outros. Além disso, ele também cuida muito bem da conectividade com a central multimídia mais recente da marca e oferece a possibilidade de carregamento por indução para smartphones.

 
 
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
Citroën C3 Aircross
Citroën C3 Aircross
 
 

Mesmo com o tamanho sem exageros, a Citroën promete uma “modularidade incomparável” dentro da categoria para o C3 Aircross. Os 5 assentos são individuais e até mesmo o do passageiro dianteiro pode ser dobrável, permitindo acomodar objetos de até 2,40 m na cabine do SUV. Ponto positivo também para o porta-malas, que oferece 410 litros de capacidade podendo atingir até 520 litros dependendo da configuração dos bancos.

O modelo ainda conta com teto solar panorâmico e um visual bem robusto, com skid plate nos para-choques dianteiro e traseiro, rodas de liga leve com um tamanho destacado e arcos de prolongamento dos para-lamas.

De qualquer forma, mesmo com a Citroën do Brasil destacando que o Aircross nacional por aqui registrou um crescimento de 16,8% entre janeiro e julho na comparação com o mesmo período de 2016, é bom ficarmos de olho no inédito C3 Aircross, já que ele mostra-se um produto bem interessante. Até o momento, apesar da Citroën também não bater o martelo oficialmente, a francesa deverá nacionalizar o C4 Cactus, um produto interessante para atuar no segmento de Jeep Compass e cia. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/