Com a economia dando sinais de que esboça uma reação e caminha para um ano de 2018 mais estável, as montadoras estão animadas para cumprir seu intenso calendário de lançamentos neste ano. Afinal, com crise ou sem, o mercado é movido a novidades e não é possível ficar parado.

Se você pensa em comprar ou trocar de carro ainda neste ano, vale a pena esperar por ótimas novidades que prometem aquecer vários segmentos. Para o fim de maio, com a chegada às lojas em junho, está previsto o lançamento do Fiat Argo. O modelo é considerado uma das grandes apostas da Fiat para ganhar fôlego no cada vez mais concorrido mercado brasileiro.

O Fiat Argo aposta em uma tendência cada vez mais forte para o segmento de hatches, no caso modelos ligeiramente maiores que os compactos, que ofereçam bom espaço interno e porta-malas girando na casa dos 350 litros. O Argo vai ocupar o lugar deixado pelo Punto, mas talvez caiba a ele atender também os clientes que até então entravam em uma concessionária Fiat buscando o médio Bravo, que nunca foi um sucesso de vendas e já foi descontinuado. Até mesmo as versões mais caras do Palio deverão dar adeus após a estreia do Argo, mostrando como o modelo deverá ser relevante para a linha Fiat daqui para frente.

Segundo alguns rumores, o Fiat Argo poderá receber até mesmo o motor 1.0 Firefly com 3 cilindros em sua versão mais acessível, algo que julgamos difícil de ocorrer considerando o porte do modelo. É bem mais provável que o Argo de entrada traga o motor 1.3, também da nova família Firefly, com as opções manual e automatizada (Dualogic). Acima dessa configuração ficarão as opções 1.8 16V manual e automática de 6 marchas, essa sim com um câmbio com conversor de torque e oferecendo mais conforto. Uma variante Sporting, de apelo esportivo, opção com grande procura nesse segmento, também deve figurar nos planos.

Além do Argo, a Fiat prepara um sedã derivado do mesmo projeto, até o momento conhecido como X6S. A ele caberá substituir o Linea como uma opção de sedã compacto-médio, nos moldes do Honda City. Assim como deverá ocorrer com o Fiat Palio, que deve ter um breve momento de vida em suas versões de entrada, o mesmo caminho poderá ser adotado pelo Fiat Grand Siena. Atualmente na 5ª posição do ranking de vendas, o Fiat Grand Siena sofre com a concorrência de produtos mais recentes como Chevrolet Prisma, Hyundai HB20S, dentre outros. A previsão é que o fruto do projeto X6S também chegue às lojas até o fim de 2017.

Outra novidade que promete ser o arquirrival do Fiat Argo será o resgate do Volkswagen Polo no Brasil. Outra grande aposta de uma marca tradicional por aqui, mas que vinha sofrendo com o avanço da concorrência, a Volkswagen promete dar uma resposta aos concorrentes em grande estilo. Projetado sobre a nova plataforma MQB A0, o Volkswagen Polo terá um concepção semelhante à do Fiat Argo, com foco no bom espaço interno e capacidade de carga no porta-malas suficiente para atender às necessidades de uma família pequena. O raciocínio é mais do que lógico, uma vez que, com a participação cada vez menor dos hatches médios na lista de compras dos clientes e o avanço dos SUVs, caberá aos hatches “compactos premium” lidar com um público mais amplo de consumidores.

Além da arquitetura moderna, que deverá entregar bom nível de segurança como é visto no Golf e a adoção de equipamentos que em breve serão obrigatórios como o controle de tração, podemos esperar no Volkswagen Polo 2018 um conjunto mecânico bem interessante, com destaque para o motor 1.0 TSI. Com turbo e injeção direta, o propulsor oferece uma boa gama de calibrações para potência e torque e se destaca pelo ótimo compromisso de baixo consumo e bom desempenho.

Em conjunto com o Polo, a Volkswagen também tem no irmão de projeto, o Virtus, sua resposta para o mercado de sedãs. De uma só vez a marca deverá colocar o Virtus no lugar do Voyage e ganhar condições para disputar mercado com o Honda City, modelo que conquistou uma boa base de clientes no Brasil. O Virtus também deverá ser lançado em 2017, provavelmente no segundo semestre. A nova família da Volkswagen ficará completa em 2018, quando se juntarão ao Polo e ao Virtus o SUV compacto T-Roc e a picape compacta-média posicionada acima da Saveiro. 

 
 
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
 
Renault Kwid 2017
Renault Kwid 2017
Renault Koleos 2017
 
Renault Koleos 2017
Renault Koleos 2017
Renault Koleos 2017
 
Renault Koleos 2017
Renault Koleos 2017
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
 
Ford EcoSport 2018
Ford EcoSport 2018
Fiat Argo 2018
 
Fiat Argo 2018
Fiat Argo 2018
Projeção Fiat X6H
 
Projeção Fiat X6H
Projeção Fiat X6H
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
 
Chevrolet Equinox 2018
Chevrolet Equinox 2018
Suposto painel de instrumentos e volante do Fiat X6H, sucessor do Punto e do Bravo
 
Suposto painel de instrumentos e volante do Fiat X6H, sucessor do Punto e do Bravo
Suposto painel de instrumentos e volante do Fiat X6H, sucessor do Punto e do Bravo
Nova geração do Polo 2018, que deve ser lançada no Brasil no segundo semestre
 
Nova geração do Polo 2018, que deve ser lançada no Brasil no segundo semestre
Nova geração do Polo 2018, que deve ser lançada no Brasil no segundo semestre
Novo hatch compacto, Polo foi flagrado na África do Sul já pronto
 
Novo hatch compacto, Polo foi flagrado na África do Sul já pronto
Novo hatch compacto, Polo foi flagrado na África do Sul já pronto
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
 
Citroën C4 Cactus 2017
Citroën C4 Cactus 2017
Fiat Argo 2017
 
Fiat Argo 2017
Fiat Argo 2017
 
 

Indo para o patamar dos modelos de entrada, um modelo aguardado é o Renault Kwid. Substituto do Clio e com uma proposta bem original, o Kwid abraça de vez a proposta “aventureira” e se destaca pela altura em relação ao solo mais elevada na comparação com rivais como o Fiat Mobi, por exemplo. Sabendo da predileção dos brasileiros pelos modelos “off-road light” a Renault pode acertar na receita. Por aqui o Kwid contará com motor 1.0 com 3 cilindros e seu foco será na economia de combustível e baixo custo de manutenção, dois atributos fundamentais para um modelo obter sucesso nesse segmento.

Ainda na Renault, o SUV grande Koleos é uma aposta da marca em um patamar mais alto, no caso beirando os R$ 200.000. Com bom espaço interno, nível de acabamento superior e uma lista de equipamentos que contempla até sistema de som com a grife Bose, ele será uma opção mais elegante, por assim dizer, para quem precisa de um modelo com o porte de um Toyota SW4 ou um Chevrolet Trailblazer, mas quer algo mais sofisticado para dirigir. A picape média Alaskan, que era cotada para este ano, deverá ficar mesmo para o início de 2018.

Entre os SUVs médios, uma estreia aguardada para o segundo semestre é o Chevrolet Equinox. A marca confirmou a chegada do modelo, que entra no lugar do Captiva. Com um projeto moderno, compartilhando vários elementos com o Cruze, um dos destaques do Equinox será a gama de motores, composta pelo 1.5 turbo de 170 cv e o 2.0 turbo de 252 cv, o que faz mais sentido em chegar por aqui. Se a GM decidir arrojar, uma excelente ideia seria importar o modelo também com o 1.6 turbodiesel, tipo de propulsor que nenhum concorrente oferece no segmento hoje em dia. Com um generoso porta-malas de 846 litros, o Equinox deverá entregar ótimo espaço interno.

Na linha dos SUVs compactos, o segmento que está fervilhando hoje em dia, teremos boas novidades em breve. A primeira delas será o amplo facelift para o Ford EcoSport, cotado para ser revelado já no próximo mês. Além de um novo trabalho sobretudo no visual da dianteira, o EcoSport deverá receber um aprimoramento no acabamento interno e incorporar a central multimídia Sync 3, presente no Focus e no Fusion. Essa revitalizada no modelo deverá melhorar sua situação frente à dura concorrência de Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta.

Por fim, uma aposta para 2017 é o início das vendas do Citroën C4 Cactus. A novidade promete se destacar no segmento graças a soluções bem diferentes, um traço típico da marca, como as bolsas de ar nas laterais para evitar riscos e amassados na carroceria, e a ótima combinação entre o motor 1.6 THP, com turbo e injeção direta, e o câmbio automático de 6 marchas. Segundo apuramos, a Citroën pode aproveitar o “boom” do segmento e acelerar o lançamento do C4 Cactus ainda neste ano, por isso achamos interessante colocá-lo nesta matéria, mas é mais provável que a estreia do modelo fique mesmo para o início de 2018. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |