Assim como o Brasil, o mercado argentino também vive um momento de recuperação do setor automotivo. Enquanto aqui vivemos sinais de que a crise aos poucos é deixada para trás, o mesmo cenário pode ser dito do país vizinho. Segundo dados da Acara (Asociación de Concessionarios de Automotores de la República Argentina), entidade que agrupa os revendedores de veículos na terra de Messi e do Papa Francisco, no acumulado até setembro deste ano as vendas de automóveis registram uma melhora de 28,3% sobre o mesmo período de 2016.

É interessante ao analisar os dados da Acara observar como países tão próximos podem ter peculiaridades interessantes entre os gostos envolvendo as marcas e modelos automotivos. Em que pese diferenças culturais, pela proximidade geográfica e nível de desenvolvimento, é inegável que Brasil e Argentina são países com características muito semelhantes.

Na parte das marcas automotivas prediletas, o cenário até que é bem parecido com o Brasil. Em setembro, a Volkswagen liderou a preferência dos argentinos e, assim como aqui, são as fabricantes mais tradicionais e instaladas há mais tempo na região que respondem pela maior parte das vendas. Depois da VW, a preferência dos argentinos recai para a Chevrolet, Ford e Renault, nesta ordem.

Já entre os veículos, a parte de cima do ranking dos mais vendidos na Argentina é bem parececida com os modelos que figuram por aqui também. Ao contrário do Brasil, o Volkswagen Gol ainda é o carro mais procurado pelos hermanos, seguido pelo Chevrolet Onix (líder aqui no Brasil), além do Renault Sandero, Toyota Etios e Chevrolet Prisma fechando o “top 5”. Curioso notar como o Toyota Etios obtém uma boa participação na Argentina, ao contrário do Brasil onde é o 15º carro mais vendido.

Brasileiros e argentinos ainda mantém similaridades na elevada procura, nos dois países, por modelos como o Ford Ka e o Fiat Mobi.

A diferença mais chocante, contudo, ocorre quando analisamos o segmento de SUVs de uma maneira geral. Na Argentina, o Ford EcoSport lidera a preferência, sendo o 9º carro mais vendido no país. Em setembro, o modelo foi a escolha de 1.677 consumidores no país vizinho. Logo em seguida – e marcando mais ainda as diferenças com o Brasil – o Renault Duster alcança uma boa participação entre os argentinos, figurando como o 2º SUV mais vendido do país em setembro. Logo depois aparecem o Peugeot 2008, o Chevrolet Tracker e o Jeep Renegade.

Aqui no Brasil, onde lidera o categoria, o Honda HR-V aparece bem mais abaixo na preferência dos argentinos, tendo comercializado apenas 586 unidades em setembro. Outro caso curioso é o Jeep Compass. Enquanto aqui no Brasil o modelo vendeu 4.177 unidades em setembro, na Argentina só 110 unidades ganharam as ruas.

Por fim, é curioso notar que certos modelos que já andam cambaleando aqui no Brasil ainda contam com certa representatividade no mercado argentino, como é o caso da Volkswagen SpaceFox (oferecida na Argentina como Suran). Já no campo dos sedãs, o Toyota Corolla, que é líder do segmento médio no Brasil, vende bem na Argentina, porém os vizinhos preferem o Chevrolet Cruze e o Ford Focus.

 
 
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
 
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
 
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
 
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
Ford EcoSport ST-Line oferecido na Europa
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/